Partilhe nas Redes Sociais

O preço da pasta hardwood continua a crescer até ao fim do ano

Até Setembro de 2017 a procura total de pastas hardwood cresceu 3,6% relativamente ao mesmo período em análise de 2016, atingindo 24,7 milhões de toneladas, mais um milhão do que em idêntico período no ano passado.

No terceiro trimestre de 2017 houve uma subida de 12% do preço em dólares americanos (USD) da pasta branqueada de eucalipto (BEKP), quando comparada com o trimestre anterior. Analisado em euros, esse valor representa um aumento de 5%.

A evolução positiva do preço de pastas hardwood é justificada por um aumento da procura e por se terem verificado paragens não antecipadas de produtores de pastas no segundo trimestre de 2017. Importa sublinhar a entrada em funcionamento de uma nova fábrica no Brasil – Horizonte 2, da empresa brasileira Fibria. O relatório Pulp and Paper Products Council (PPPC World Chemical Market Pulp Global 100 Report), de Setembro de 2017, constata ainda que nos primeiros nove meses do corrente ano, a procura total por pastas hardwood cresceu 3,6% relativamente ao período homólogo de 2016, atingindo 24,7 milhões de toneladas, o que representa um incremento de cerca de um milhão de toneladas.

O tipo de pasta hardwood produzido através de eucalipto registou um incremento da procura de 2,9% no mesmo período. No fim de Setembro de 2017 o número de dias de inventário de pastas de hardwood era de 40 dias, quando há um ano, estava em 43 dias. De referir que houve uma evolução de 3 dias de inventário de Agosto para Setembro de 2017.

A análise de mercado realizada pelo Pulp and Paper Products Council estima que a evolução dos preços de venda das pastas BHKP, no curto prazo, continuem com uma tendência ascendente, para níveis historicamente altos.