Partilhe nas Redes Sociais

Simulacros de acidentes de trabalho florestal

A segurança e emergência em trabalhos florestais é um tema importante para a Altri Florestal, que valoriza a promoção e a divulgação das boas práticas, bem como a implementação de procedimentos de segurança.

Os simulacros reflectem um cenário real de emergência de diferentes situações, como, por exemplo, incêndios, acidentes, terramotos, inundações, entre outros. Permitem testar a operacionalidade, definir estratégias, corrigir fragilidades e treinar os intervenientes, promovendo rotinas de comportamento e actuação perante uma situação de emergência, contribuindo desse modo para minimizar os sentimentos de pânico que podem ocorrer numa situação de emergência real.

O trabalho florestal tem especificidades, não só pelo tipo de máquinas e equipamentos utilizados em operações, mas também pela dispersão, pelo isolamento e difícil acesso dos locais de trabalho, em geral.

Separador

Para 2019 estão previstos mais dois simulacros nas regiões Florestais Norte e Beira Interior.

Além de acções de sensibilização e formação certificada (DGERT) em matéria de Segurança e Saúde no Trabalho Florestal, em 2018 a Altri Florestal iniciou também o Plano de Simulacros de Acidentes de Trabalho em obras florestais: exploração florestal, manutenção ou florestação, com o objectivo de realizar quatro simulacros, um por cada região florestal.

Em 2018 foram realizados dois simulacros de acidentes de trabalho em operações florestais, nas regiões florestais do Médio Tejo e no Oeste. Foi testado o procedimento de segurança em árvores enganchadas em exploração florestal com pré-abate, bem como o procedimento de emergência a aplicar em situação de acidentes de trabalho, no que diz respeito à comunicação e à localização do ponto de encontro da propriedade, identificado em mapa distribuído aos Fornecedores de Serviços Florestais com as coordenadas geográficas. As acções terminaram com uma formação de suporte básico de vida para várias situações de acidente na frente de trabalho em operações florestais.

    Os simulacros tiveram o apoio da carrinha de formação itinerante da Altri Florestal, dos Bombeiros Voluntários e dos Serviços Municipais de Protecção Civil, além da presença dos colaboradores das empresas prestadoras de serviços florestais, da Autoridade para as Condições do Trabalho, da Guarda Nacional Republicana e de associações de produtores florestais regionais.